9 de outubro de 2018
Categorias Outubro Rosa

Câncer de mama em 2017/18, você deve se cuidar!

Em todos os anos o mês de outubro se torna rosa, Outubro Rosa, nesse mês todas as atenções estão voltadas para o prevenção do Câncer de mama nas mulheres.

Nesse artigo vamos trazer todos os dados referentes a esse câncer, bem como formas de prevenção e tratamento. Fique ligada!

Os dados atuais sobre o câncer de mama

O câncer de mama é, atualmente, um dos cânceres mais comuns entre as mulheres no Brasil e no mundo. Além disso, o câncer de mama é um dos que mais mata mulheres no mundo. No ano de 2013, no Brasil, segundo o site do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA) cerca de 14. 388 pessoas morreram de câncer de mama, desse total, 14. 388 era mulheres, e, se você não sabe, o câncer de mama pode acometer os homens também, em melhor escala, cerca 1% da população e, em 2013, 181 homens morreram em decorrência desse câncer.

Dados da Organização Mundial da Saúde destacam que 18 mil pessoas morreram de câncer de mama no Brasil. Para o ano de 2018, a estimativa é de que, segundo INCA, sejam detectados 59.700 novos casos desse câncer, ou seja, cerca de 28% dos casos novos de câncer detectados a cada ano.

O Hospital de Câncer de Barretos, em São Paulo, publicou um estudo interessante em 2017, que foi realizado durante 14 anos e revelou que a taxa de mortalidade entre mulheres por câncer de mama e por câncer de colo de útero (terceiro mais incidente na população feminina -INCA), no Brasil, caiu 42,85% e 34,88%, respectivamente, e isso graças ao diagnóstico precoce por meio de exames preventivos.

A incidência do câncer de mama tende a crescer a partir dos 40 anos, assim como o número de mortes por essa doença. Na população feminina abaixo de 40 anos, ocorrem menos de 10 óbitos a cada 100 mil mulheres, enquanto na faixa etária a partir de 60 anos o risco é 10 vezes maior.

Sintomas do câncer de mama

No início, muitas vezes, o câncer de mama pode não apresentar sintomas, mas quando ele começa a ser palpável, pode estar associado a um caroço na mama. Outros indícios de câncer na mama podem ser perceptíveis a olho nu como áreas de abaulamentos ou retrações de pele, além de manchas ou alterações na pele da mama. Outro sinal, é a saída de líquido do bico da mama, no caso do câncer estes líquidos são sanguinolentos ou esbranquiçados.

Ao contrário dos que muitas pessoas acham, a dor nas mamas é um sintoma muito comum nas mulheres, mas raramente está associada ao câncer de mama. Geralmente, a dor das mamas pode estar ligada às alterações hormonais nas mulheres, podendo ser mais frequentes no períodos menstruais e, também na menopausa.

Prevenção do câncer de mama

Infelizmente, o câncer de mama ainda não pode ser prevenido, mas o que facilita o seu tratamento é o diagnóstico precoce. Para isto, o recomendado e que as mulheres conheçam seu corpo desde a adolescência com o crescimento das mamas.

E você, mulher é a responsável, muitas vezes pelo diagnóstico precoce, pelo autoexame das mamas, que hoje em dia, é chamado de autocuidado, e deve ser feito pelo menos uma vez ao mês, preferencialmente uma semana após o período menstrual.

Após os 40 anos, a mamografia começa a ser um exame importante para a detecção da doença e recomenda-se que seja feito pelo menos uma vez por ano a partir dessa idade. Todas as mulheres deveriam procurar um mastologista ou um ginecologista para acompanhamento e exame anual durante sua vida, mas principalmente a partir dos 40 anos.

Fique atenta, pois esse exame pode ser realizado gratuitamente pelo SUS, muitos postos de saúde fazem campanhas de mutirão de mamografia, se informe no seu bairro.




Ficou com alguma dúvida?
Corretor Online
Abrir Atendimento Online

Ou nós ligamos para você
Realize uma cotação
e simule online
Entre em contato conosco e encontre o melhor benefício para você!