29 de julho de 2022
Categorias Automóvel, Seguros

O que é PT no seguro auto e o que fazer caso isso aconteça?

Uma das grandes dúvidas de quem vai fazer um seguro auto é sobre os casos de Perda Total, aquela da famosa frase “o carro deu P.T.”. Mas você sabe como funciona a indenização nesses casos? E o que acontece com os veículos após a PT? Quais riscos corre a pessoa que não tem seguro auto? As respostas a essas perguntas é o que traremos no blog de hoje.

Aqui na Planalto Seguros nós buscamos cada vez mais desmistificar e “traduzir” o universo dos seguros, e dessa forma dividir com vocês um pouco mais do nosso conhecimento e experiência. O termo do “segurês” escolhido hoje é “PT”.  Você sabe o que é PT no seguro auto?

PT é o termo usado quando ocorre a perda total de um automóvel. Podendo ser em decorrência de uma colisão, de incêndio ou roubo. Mas como saber se a seguradora vai decretar ou não a PT no veículo? Para saber se um veículo sofreu uma perda total, devemos primeiramente verificar se o custo de reparo ultrapassa 75% do seu valor. Se isso ocorrer, provavelmente a seguradora analisa e define se vale mais fazer a substituição do automóvel ou consertá-lo, e então faz o pagamento da indenização ao segurado. Esse valor pode alcançar 100% da tabela Fipe ou quem sabe até ultrapassá-lo em alguns casos, vai depender do qual foi contratado em apólice.

E como saber se os danos atingiram esse %?

Se seu veículo sofreu um sinistro e você tem dúvidas se a seguradora vai decretar a PT ou não, a primeira coisa que você deve saber é o valor total do orçamento para conserto do veículo. Guarde esse valor pois vamos precisar dele.

O segundo passo é analisar a sua apólice e verificar se ela foi contratada na modalidade valor de mercado ou valor determinado. No valor de mercado, normalmente aparece apenas o % da tabela da Fipe. Já o valor determinado consta em reais. Você pode consultar o valor da tabela Fipe no site www.fipe.org.br

O terceiro e último passo é comparar o valor do orçamento com o valor do seu carro. Na calculadora você divide “o valor do orçamento” pelo “valor do seu carro” segundo a tabela da FIPE, e multiplica por 100. Se esse valor for “menor” que 75 significa que ele teve uma perda parcial e é passível de conserto. Porém, se o valor for igual ou superior a 75, quer dizer que a perda foi total, ou seja “deu PT”.

Se ficar com dúvidas e precisar de ajuda para fazer essa análise, não hesite em consultar nossa equipe, estamos dispostos a lhe ajudar.

Nunca é demais lembrar que você deve prestar muita atenção a todas as coberturas antes de contratar qualquer tipo de seguro, e sempre fazê-lo com corretores de seguros autorizados pela SUSEP (Superintendência de Seguros Privados).

Em caso de perda total, tenho que pagar a franquia?

Apesar de muitos acharem que precisam pagar a franquia em caso de perda total, a resposta é: Não. Você não vai precisar desembolsar o valor da franquia em caso de PT. A franquia é cobrada apenas em casos de perda parcial do veículo.

Para te ajudar a entender um pouco mais, vamos ressaltar que carros que sofrem um sinistro de perda total se tornam propriedade e responsabilidade da companhia seguradora, o que vamos falar mais detalhadamente adiante.  

O que acontece com o veículo que sofreu Perda Total?

O que muitas pessoas ainda acreditam é que todos os veículos que sofrem perda total são retirados das ruas e não voltam mais a circular. Porém, nem sempre é o que acontece. Dependendo dos danos, assim que a seguradora normalize toda a documentação, e se o DETRAN autorizar, esse automóvel pode retornar as ruas após ser consertado. 

E se o carro for financiado, como será o processo?

Primeiro temos que lembrar que em caso de veículos financiados, o bem ainda não é de propriedade do segurado. Devemos antes de mais nada quitar esse financiamento, e ele pode ser feito de duas formas. Ou o cliente quita o valor total com recursos próprios, ou pode ser descontado do valor da indenização do seguro.

E o que acontece quando o valor do financiamento é maior que o valor da indenização?

Não é raro acontecer de o valor do financiamento ser maior do que a indenização integral a ser recebida no caso de perda total. Nessas situações, cabe ao segurado negociar com a financeira uma maneira de resolver essa questão. Ele pode inclusive optar pela substituição de garantia. O que precisamos lembrar é que o seguro auto não cobre perdas financeiras, apenas o valor referente ao bem segurado. Ou seja, caso você tenha um carro alienado decretada a “PT”, sua indenização será paga de acordo com o valor do carro, não incluindo juros ou taxas derivadas de negociações.

Em quanto tempo o segurado recebe a indenização?

O prazo para o pagamento da indenização deverá ser de até 30 dias, contados os dias corridos a partir da entrega de toda documentação exigida pela seguradora. Na maior parte dos casos, essa indenização ocorre até mesmo antes do prazo.

Conclusão

Sempre quando falamos de seguro auto, temos que ter em mente que esse é um assunto amplo, complexo e que envolve “n” variáveis. Infelizmente, muitas pessoas ainda têm a velha crença que fazer um seguro é “jogar dinheiro fora”. O que devemos analisar é que, com o seguro, o proprietário do carro recebe integralmente o valor combinado referente àquele veículo. Já quem não teve esse cuidado de contratar o seguro, terá que arcar como prejuízo por conta própria, tendo que ficar sem carro ou até mesmo continuar pagando o financiamento de um carro que já nem possui mais.

Nas próximas semanas, estamos preparando um artigo com algumas coisas a se considerar no momento de contratar um seguro auto. O que pode deixar o seguro mais caro ou mais barato, coberturas indispensáveis e fatores que se levam em consideração na hora da cotação de um seguro para automóveis.

Se você tem alguma dúvida, aproveita e manda pra gente que tentaremos responder todas nos próximos artigos aqui do Blog.

Eu, Lucia, e todos os corretores aqui da Planalto estamos à disposição para batermos um papo sobre seguros e te ajudar a encontrar o mais adequado para a sua necessidade e o seu bolso.

Até a próxima!




Ficou com alguma dúvida?
Corretor Online
Abrir Atendimento Online

Ou nós ligamos para você
Realize uma cotação
e simule online
Entre em contato conosco e encontre o melhor benefício para você!